sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Nadir Afonso - expoente da Arte Portuguesa do séc XX

«A exatidão das formas é sentida pela sensibilidade  e  apenas  é  possível  de  ser  compreendida pelo raciocínio».

«Só  trabalhando  profundamente  as  formas  é possível sentir profundamente a arte».

«A natureza não faz previsões: o homem é que faz.  É  por  desconhecer  esta  verdade  natural que caímos no erro da existência do tempo».

Nadir Afonso