quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Dimandongo, O Morcego dos Três Nomes. UMA FÁBULA ANGOLANA


Sinopse
Aqui se conta a história de Dimandondo, o morcego. Os chefes dos animais da terra e os chefes dos  pássaros queriam cobrar-lhe imposto. Habilmente, Dimandondo responde aos primeiros: 'Como vou pagar imposto, tenho asas, não piso caminho'. Com os segundos, argumenta: 'Eu não sou como os outros pássaros, eu tenho dentes, não posso pagar imposto ao chefe dos pássaros'. E é por essa razão que o morcego anda de noite para não ter que responder pelos seus impostos. 

Uma 'estória' magistralmente contada por um sábio contador de estórias: Luandino Vieira. Com ela se encerra a série de fábulas angolanas escritas por Luandino para a Letras e Coisas. São agora, no total, sete.O sabor africano do imaginário da história, da ilustração (do próprio Luandino Vieira) e da linguagem tornam este livro aconselhável a todas as Escolas que se preocupam com a interculturalidade.


Luandino Vieira (1935) é talvez o maior escritor angolano, a quem as novas gerações de escritores veneram como inspirador e mestre.

Em 2006 foi-lhe atribuido o prémio Camões, o maior galardão literário da língua portuguesa. 

Luandino recusou o prémio, alegando na altura 'motivos íntimos e pessoais'. Mais tarde viria a esclarecer que a sua não aceitação do prémio se deveu ao facto de se considerar um escritor morto e, como tal, deveriam dá-lo a alguém que estivesse activo e a produzir.




Género: Conto
Destinatários: 2º Ciclo
Ano de edição: 2013
Número de páginas: 16
Formato:23x22x0,8 cm
Peso: 270 grs
Encadernação:cartonado
ISBN: 978-972-8908-59-1
PVP:10 euros