quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Bartleby & Companhia | Enrique Vila-Matas | Teodolito


A  ideia  de  rastrear  a  literatura  do  Não,  a  de  Bartleby  e  companhia, nasceu na passada terça-feira no escritório, quando me pareceu que a secretária do chefe dizia a alguém pelo telefone:

— O senhor Bartleby está em reunião.

Ri-me  sozinho.  É  difícil  imaginar  Bartleby  reunido  com  alguém, mergulhado,  por  exemplo,  na  pesada  atmosfera  de  um  conselho  de administração.  Mas  não  é  tão  difícil  — é  o  que  me  proponho  fazer 
neste  diário  de  notas  de  rodapé  — reunir  um  bom  punhado  de bartlebys,  quer  dizer,  um  bom  punhado  de  escritores  tocados  pelo Mal, pela pulsão negativa.





Na  sua  pena,  a  literatura  converte-se  em bastante  mais  do  que  uma  ocupação,  do que um simples meio de expressão e, até, do que uma maneira de viver.

Raphaelle Rérolle, Le Monde



Não  nos  resta  mais  do  que  desfrutar  do humor  negro  de  um  funâmbulo  que caminha sobre um fio que não existe.

Paolo Mauri, La Repubblica



Quem  é  na  realidade  Enrique  Vila  Matas? O  escritor  minoritário  mais  conhecido  do mundo, o dandyexcêntrico mais generoso com  que  nos  tenhamos  cruzado,  um ansioso célebre?

Les Inrockuptibles



[…] Depois de vinte e cinco anos de silêncio, decidi por fim voltar a  escrever,  a  escrever  sobre  os  diferentes  segredos  últimos  de alguns  dos  mais  apelativos  casos  de  criadores  que  renunciaram  à 
escrita.


ANO DE EDIÇÃO: 2013

NÚMERO PÁGINAS:160

COLECÇÃO: Teodolito

FORMATO:16,5 X 23,5 cm

PESO: 290grs

ENCADERNAÇÃO:brochada

PVP C/ IVA: 13,00 Euros

ISBN: 9789898580146